quinta-feira, 10 de julho de 2014

Roteiro da Chapada Diamantina


Vista do Morro do Pai Inácio

A Chapada Diamantina é um lugar especial no coração da Bahia e dos brasileiros. Com o ciclo do garimpo, a região viveu seu auge com a descoberta de ouro e diamantes.

Com a construção da Estrada Real que ligava a Chapada de norte a sul e escoava o minério surgiu novos municípios. Após a decadência do diamante surge a era dos coronéis, o principal deles foi Horácio de Mattos.


Fizemos um roteiro de 5 dias, de carro, no feriado do Carnaval de 2013, conhecendo as belezas naturais desta região que faz parte do Parque Nacional da Chapada Diamantina criado em 1985 e abarca vários municípios entre eles: Ibicoara, Mucugê, Lençóis e Palmeiras.



Início da Ba 046, não se empolgue...
Não fizemos o trajeto tradicional pela BR324, BA052 que passa por Feira de Santana e Ipirá e segue a BR242. Pegamos outra via (BA046 até a entrada de Iaçu e depois a BA245) que não recomendamos pois é muito esburacada. Passamos pelas cidades de Mutuípe, Amargosa, Marcionílio Sousa e Itaetê margeando o rio Paraguaçu em uma parte do trajeto. Se a estrada estivesse em bom estado seria um acesso mais rápido a parte sul da Chapada.


Pratinha, água azul e cristalina onde é possível fazer mergulho
Algumas recomendações:
- um carro é imprescindível;
- e por falar em carro a BR-242 é cheia de carretas e daquelas enooormes, então muita paciência e atenção;
- um guia também ;
- bom condicionamento físico permite recuperação de longas caminhadas e trilhas íngremes;
- um bom calçado;
- a noite faz frio, portanto leve um agasalho;
- beber bastante água e comer frutas;
- leve dinheiro em espécie, pois bancos e caixas eletrônicos são raridades e quando existem, não funcionam ou o saque está indisponível no momento e não é todo lugar em que aceitam cartões de débito ou crédito.


Pratinha: tirolesa e aluguel de caiaque e muito espaço para picnic
A depender da época, se estiver sozinho logo encontrará outras pessoas para formar um grupo e realizar passeios. E aí, reside a sorte: encontrar pessoas com um astral legal!


Praça em Mucugê
Fugimos dos roteiros tradicionais de excursão e não exploramos a cidade de Lençóis que particularmente considero pouco acolhedora, embora tenha sua rusticidade.

Um almoço muito saboroso num restaurante bem simples que fica ao lado da rodoviária de Lençóis e embaixo de uma árvore. Infelizmente, não lembro o nome, mas procurei no Google maps e encontrei a direção.

Ao fundo, a rodoviária de Lençois e em primeiro plano, o restaurante

Nosso roteiro foi: Ibicoara ( 2 dias), Mucugê (1 dia só de passagem), Lençóis e Morro do Pai Inácio (1 dia para conhecer) e o rio Pratinha, onde tem a Gruta Azul (1 dia). E para saber como fazer algumas trilhas clique aqui e aqui.





Lençóis
O comentário que mais ouvi daqueles que estavam conosco nos passeios era: aqui na Chapada parece que nos sentimos mais perto de Deus. De fato, este é o sentimento que resume uma visita a Chapada.

Morro do Pai Inácio, dá para conhecer sem guia. A entrada fica na beira da Estrada em direção ao município de Palmeiras
BR-242 vista do Morro do Pai Inácio


Para se hospedar próximo a Lençóis, indico a Pousada Campo de São João, clique aqui para saber mais.

Flores são joão que dão nome ao povoado

Para quem tá planejando ir sozinho, clique aqui e leia este relato.
E você, conhece a Chapada? Comente, indique!

Siga o Vaneza com Z em:
Pinterest
Facebook
Google+
You Tube 

O blog Vaneza com Z  não possui parceria/ convênio com as empresas/ serviços citados no texto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...