quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Praga: Mala Strana e Hradcany, Cidade Pequena e Castelo

No post anterior, conhecemos um pouco da Cidade Velha de Praga que por sinal é belíssima. Agora, vamos para a Cidade Pequena e o Castelo de Praga. No final do post, você assistirá uma apresentação de jazz que gravei na Ponte Carlos. Tenho certeza que você vai gostar!

Malostranské, praça principal de Mala Strana

A Cidade Pequena foi fundada pelo rei Premysl Otakar II, no ano de 1257, entorno da Igreja de São Nicolau, patrono dos comerciantes. Naturalmente se tornou um bairro residencial aristocrata e preservou os belos jardins privados. O estilo arquitetônico barroco é marcante. Portanto, caminhe devagar e contemple a beleza em cada detalhe dessa região.

Ponte Carlos e a Torre que você pode subir e apreciar uma vista magnífica da cidade
Meu passeio começou pela Ponte Carlos. Se você for a Praga e não passar por esta ponte, não foi a Praga. Dela temos uma vista mais acolhedora de Praga. Percebemos como ela se desenvolve as margens do rio Vlatva ou Moldava.

Vista acolhedora de Praga desde a Ponte Carlos
A ponte, em estilo gótico, é uma atração em si. É a mais velha de Praga e sua construção começou em 1537 e assim foi a única ligação entre a Cidade Velha e a Cidade Pequena durante muito tempo. Sofreu com a inundação de 1890 e hoje é passagem obrigatória para os turistas.

Dezesseis arcos que se estendem sobre o rio Moldava
Ao longo desta ponte você vai encontrar várias estátuas de santos católicos. Fique atento a 2 delas: a de João Nepomuceno que foi a primeira a ser erigida em 1683. E a estátua de Jesus de 1629 que tem a inscrição dourada em hebraico do nome de Deus, Jeová.
Nome de Deus, Jeová, em hebraico no topo da estátua

Estátua do santo São João Nepomuceno. Quem toca nele tem sorte.

A ponte é um espetáculo a céu aberto, mesmo no frio do inverno.

Vendedores e cantores de jazz na Ponte Carlos
Nela, veremos os vendedores de quadros e artesanato com belíssimas imagens de Praga, e os grupos de jazz que se apresentam na ponte. Fiz um vídeo muito bacana que você confere no final deste post.

Ilha Kampa, moinho chamado de Certovka


Museu Kampa
Depois de apreciar estas lindas imagens desde a Ponte Carlos, vamos subir em direção ao Castelo passando pela rua Nerudova, mas antes vamos passar na Malostranské.

Praça principal de Malá Strana

Todos os dias passava por esta praça
Esta é a praça principal de Mala Strana. Aqui você pega o transporte público para as diversas regiões de Praga. Como fiquei hospedada na rua Nerudova, todos os dias passava por aqui. Na época de final de ano são armada barracas que vendem comidas e bebidas. Localize nesta praça a Igreja de São Nicolau.

Igreja de São Nicolau vista da praça Malostranské
Agora subimos a rua Nerudova. Esta não é uma rua qualquer. Leva o nome do escrito tcheco Jan Neruda. Observe os detalhes das casas de números: 12 ( Os Três Violinos), 4 ( O Diabo), 49 ( O Cisne Branco), 47 (Os 2 Sóis), 27 ( A chave Dourada), 43 ( A lagosta Verde) e o 15 ( Os 3 Lírios).

Rua Nerudova, em homenagem ao famoso escritor tcheco Jan Neruda
Subindo a Nerudova no seu final verás uma escada que dá acesso ao Castelo. Então, vamos falar do Castelo?

Maior castelo do mundo ocupa mais de 72 mil km²
Não é um castelo clássico como aqueles medievais e franceses. Foi fundado no século 9 na Colina Hradcany e sua construção domina a paisagem da cidade. É Patrimônio da Unesco e considerado o maior castelo do mundo pois ocupa uma área de mais de 72 mil km². Foi moradia de vários reis e hoje é a residência do presidente da República Tcheca. Além de guardar as jóias da coroa, relíquias e documentos históricos.

Entrada do castelo e seus guardas 

Pátio do Castelo

A principal atração do castelo é a Catedral de São Vito, uma igreja de estilo gótico que levou mais de 500 anos para ser construída.
Catedral de São Vito levou mais de 500 anos para ser construídas
Rosácea da catedral, estilo gótico

Nela estão os túmulos de São Venceslau e Santo Adalberto, santos patronos da Bohemia. Seu arquiteto, primeiro, foi o francês Matías Arras e depois o alemão Peter Parleř e quem concluiu foi o tcheco Josef Mocker. Os vitrais da igreja foram feitos por Alfons Mucha e representam a vida de Cirilo e Metódio, considerados os patronos da Europa e responsáveis por difundir o cristianismo entre os povos de língua eslavas. Para planejar sua visita ao castelo acesse o site e veja valores e horários.

Palácio Schwarzenberg
Deixamos o castelo para trás nos deparamos com o Schwarzenberg Palace. Um palácio renascentista construído em 1567 com paredes decoradas com grafitos.

Estilo renascentista
Continuando nas ruas ao redor do castelo temos a Igreja de Loreto, em estilo barroco e símbolo de peregrinação e administrada pelos monges capuchinhos. Foi inspirada em uma lenda na qual a casa da Virgem Maria foi transportada milagrosamente desde Nazaré, Portugal, até a cidade de Loreto, na Itália.

Igreja de Loreto
Daí, segui pela rua Úvoz. Esta é uma rua interessante visto que de um lado temos a Colina Petrin e do outro a beleza das casa de estilo barroco. Como fazia muito frio, não me empolguei para conhecer a região da colina, fiquei de longe admirando.
Rua Úvoz, olha as casas...

Olha a Colina Petrin no inverno

Praga vista desde a Rua Úvoz

E esse carrinho...chique demais!

Fui descendo caminhando até a rua Nerudova novamente e seguir para a rua Ujezd.

Rua Ujezd, Igreja São Nicolau ao fundo

A beleza gritante de Praga
Nesta altura do campeonato, a sensação de frio aumentou e daí, fiz uma parada estratégica para esquentar o corpo e prosseguir a caminhada. Para esquentar, fui de vinho quente com limão e o famoso trdlo, doce típico de Praga.

Depois de aquecer a alma, encontrei o Memorial as vítimas do comunismo e terminei com a vista para a Ponte Legii.


Memorial as Vítimas do Comunismo

Vista para a Rua Vitezna que leva á ponte Legii
Ande com tranquilidade pelas ruas de Malá Strana este é um bairro calmo e autêntico de Praga. Mesmo com o frio intenso pare para aquecer a alma e renovar o espírito. Lugares não faltam para isso.

Como prometido, segue o vídeo dos cantores de jazz na Ponte Carlos. Esta foi a trilha sonora para meus dias em Praga.


Gostou do passeio? Dê sugestões, curta, comente e compartilhe!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...