sábado, 14 de fevereiro de 2015

Ushuaia: caminhada até a Lagoa Esmeralda

Caminhar, caminhar e caminhar. Este é o verbo que mais conjugamos em Ushuaia durante a verão. E o primeiro passeio que fiz foi o trekking até a Lagoa Esmeralda. O nome já diz tudo. A cor da água é assim mesmo, esmeralda. Pelas fotos que vi durante o planejamento da viagem, pensei que era photoshop ou filtro do celular. Mas a água é de uma cor belíssima de verdade. Neste post vou escrever como foi minha experiência e se vale a pena fazer por conta própria.
Laguna Esmeralda

Como mencionei neste post aqui, contratei alguns passeios pela agência Brasileiros em Ushuaia. Agendamos para o dia seguinte pela manhã e no horário combinado a van estava na porta do hostel. No carro havia mais três brasileiros que se tornaram meus companheiros de trilha. O passeio é feito com o auxílio de guia, o nosso foi o Mattias, argentino de Mar del Plata e mora em Ushuaia desde pequeno. Ele foi muito simpático e atencioso conosco. Compreendia o português e estar acostumado a guiar os brasilerios na Patagônia.

Ruta 3
Depois de uns 10 minutos trafegando na Ruta 3, paramos no estacionamento do início da trilha da Lagoa Esmeralda. O valor do passeio inclui o aluguel das botas, tipo galocha, para evitar sujar os pés de lama. E é muuuita lama! Coloquei a bota e começamos nossa caminhada pelo sendero da Lagoa Esmeralda que foi inaugurado em Novembro de 2014 na Reserva Natural Paisajística Tierra Mayor e é dividido em quatro partes, conforme a placa abaixo.

Na primeira parte caminhamos entre os bosques de lenga, árvore muito comum na região e que está sob proteção através de decreto florestal. Não há uma variedade de árvores na Patagônia argentina. Segundo o guia, podemos observar arvóres de diversos tamanhos, porém são da mesma espécie. Algumas não crescem devido ao frio intenso.
Lenga, árvores típicas da Patagônia
Depois, passamos pelas castoreiras que são diques e represas feitos pelos castores que são habilidoso roedores de troncos de árvores que as utilizam como toca ou moradia. Eles foram introduzidos na Terra do Fogo e isso tem causado um desequilíbrio no ecossistema visto que hoje são considerados como uma praga e não existe predadores para eles. Hoje há uma cooperação entre a Argentina e o Chile para eliminar os castores da região.

Represas feitas pelos castores


Aqui observamos as turberas que são locais húmedos onde se deposita matéria orgânica de origem glaciar e que estão sob proteção ambiental devido sua importância na retenção do gás carbônico.
Montanhas e turberas
Continuamos nossa caminhada e vem o ponto mais cansativo do trajeto, subir 160 metros. Cansei e muito! Paramos para recobrar fôlego e beber água. A vegetação predominante nesta parte, são as grandes árvores e encontramos muita lama. Vamos saltitando tentando sujar o menos possível os pés, o que é quase um milagre.


Muita lama...
Depois desta subida, a vegetação muda novamente. Árvores rasteiras e um riacho que se origina da lagoa que escorre água gelada e claríssima.

Riacho proveniente da lagoa
Enfim, o momento master, ver a Lagoa Esmeralda! Suas águas provem do Glaciar Ojo del Albino situado na Serra Alvear. O serviço de guia reserva uma surpresa que deixará de ser surpresa, pois vou contar, rsrs. Mas não vou detalhar, apenas vou mencionar que nos é oferecido um pic nic, á beira da lagoa , com um licor de doce de leite ma-ra-vi-lho-so. Dá vontade de trazer trocentas garrafas. 

No entanto, precisamos voltar. São 4,8km de caminhada que dura 2h para ir e mais 2h para voltar. Considere que você estará acabado quando chegar em Uhsuaia, mas extremamente feliz de ter conhecido um lugar especial esculpido pela natureza.



Famílias a beira da lagoa desfrutando de um domingo de sol


Licor de doce de leite
Você pode perguntar: dá pra fazer esta trilha por conta própria? Dá sim, pois este caminho é bem sinalizado. Mas contratar o serviço de guia com agência te dá mais segurança e tranquilidade para fazer um trajeto desconhecido e que a depender do dia e da época do ano não terá ninguém trilhando. Além disso, se estiver sozinho, encontrarás companhia para interagir e passar o tempo.

Se você optar por fazer a trilha por conta, é só pegar um transfer na Avenida Maipú, no mesmo lugar que sai as vans para o Parque Nacional, e custa 200 pesos ida e volta com saídas a partir das 9h.
Sinalização da trilha


Brasileiros em Ushuaia
info@brasileirosemushuaia.com.br
Tel: +54 9 2901 613193
Valor do passeio : 850 pesos argentinos

Confira outros passeios aqui:
Siga o Vaneza com Z em:


O blog Vaneza com Z não possui parceria/ convênio com as empresas/ serviços citados no texto.

4 comentários :

  1. sofia (sofiacabaleiro@hotmail.com )8 de março de 2015 22:42

    Olá! Gostaria de parabenizá-la pelo blog, estou com viagem marcada pro Ushuaia em Outubro e venho coletando informações ... e aqui foi onde encontrei de forma mais simples e clara dicas !! Adorei!!
    só uma dúvida, essa agência que vc indica tem site??
    Obrigada! !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sofia,

      Muito obrigada pelo seu comentário. Fico muito feliz e animada para continuar escrevendo.
      A agência está com o site em construção, em breve vai ao ar. Mas pode enviar mensagem por email ou facebook que o Mário vai te atender prontamente.
      Desejo uma excelente viagem e se quiser passa aqui pra contar como foi.

      Abraços!

      Excluir
  2. Oie Vaneza ... Amei seu blog !
    Dicas super úteis. Dá vontade de pegar a mochila e sair correndo !!!Rsrs
    Valeu !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sibeli!

      Que bom, arruma essa mochila e simboora, rsrs!

      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...