segunda-feira, 2 de março de 2015

Côte d´Azur: 8 lugares inesquecíveis em 5 dias

Neste post relembro minha viagem em 2012 a esta região que para mim é a mais bonita da França. Claro que não conheço toda a França, mas gosto muito do mar, do sol e da paisagem do mar Mediterrâneo com um azul que casa perfeitamente com as encostas clarinhas da Riviera Francesa. Esta é uma das regiões mais caras e luxuosas do mundo. Mas não se assuste, fiz um planejamento para gastar pouco e conseguir aproveitar bastante.

Nice 

Minha base foi em Nice onde passei 5 dias e me hospedei no Hostel Saint Exupery Gardens. Ótimo custo/benefício. Este não fica no centro, mas o tramway resolve tudo. O outro, o Beach, é mais próximo. Nice é uma cidade com boa infraestrutura e bem cultural. Transporte fácil e barato para todas as cidades da região. Você pode alugar um carro e se o fizer, sugiro um de nossos parceiros a Rentals Car.

Hostel Saint Exupery Gardens
No centro de Nice, próximo da Praça Massena, há o terminal de ônibus que na época estava sendo reformado e é fácil achar . Qualquer dúvida é só buscar o centro de informação da Lignes d´Azur na Praça Massena e retirar mapas e folhetos dos trajetos detalhadíssimos de ônibus na Côte D´azur. O valor do ônibus era 1 euro, hoje é 1,50. E para saber tudo, mas tudo mesmo, sobre o transporte na Côte D´azur consulte o site da Lignes d´azur que é completíssimo e este aqui, para linhas dos departamentos da região.

Tramway na Place Massena em Nice
No primeiro dia fui conhecer Cannes e Grasse. A primeira é glamourosa e a segunda charmosa. Peguei o ônibus 200 e desci no terminal de Cannes e fui caminhar na Promenade La Croissete. Na areia as mulheres fazendo topless e pegando aquele bronze. No calçadão, idosos aproveitando a vista para o Mediterrâneo que recebia os cruzeiros da temporada. Depois, peguei um trem até Grasse. Chegando lá, tomei um ônibus que fazia o transfer até a parte alta da cidade. Me lembro que Grasse é uma gracinha, rsrs. Sua atração é a fábrica de perfumes da Fragonard, uma exclusividade francesa. O perfume que mais gosto é o Fleur d´Orange. Andar pelas ruelas sombreadas e decoradas com ateliêres e flores me fez demorar um pouco mais na cidade. Voltei para Nice no ônibus 500 e a paisagem é um outro atrativo.

InterContinental Carlton Hotel em Cannes, hotel de luxo construído em
1911, tombado pelo governo francês e hospeda os grandes artistas durante o Festival de Cinema

Um restaurante de Jazz em Cannes

Palais des Festival et Congres.
Aqui se estende o tapete vermelho para as estrelas do cinema


Marche Forville em Cannes

Uma das praia na  La Croissete

O charme de Grasse

Para onde quer que se olhe, vemos arte...olhe para calçada


Museu e venda de perfumes

Fabricação artesanal de sabão

Dá vontade de ir embora?

A próxima cidade foi Éze, minha grande admiração. Saindo de Nice, peguei o ônibus 82 que me deixou no Village de Éze. Um vilarejo encravado na montanha e tem no topo o Jardin Exotique com cactus e plantas consideradas exóticas provindas da América, África e Ásia. Além das plantas, não esqueço das esculturas de Jean Philippe Richard. Subi o vilarejo devagar. Admirando cada flor, cada casa, a vista para o mar e os jardins. Vi um dos hotéis mais caros e luxuosos da Riviera Francesa, o La Chèvre D´Or. A subida cansativa sob um sol quente do verão francês, foi recompensada com uma vista maravilhosa do Mediterrâneo. Desci o village para seguir o roteiro até Mônaco no ônibus 112. Observe que este ônibus vem de Nice, passa em Eze e segue para Mônaco e que o intervalo das 11:30 até 14:30 é grande. Você pode aproveitar este período para lanchar, almoçar ou repassar o roteiro. Em frente ao ponto de ônibus há uma loja da Fragonard, e ao lado um supermercado.

Jardins do Hotel La Chevré D´Or

Esculturas de Jean Richard

Do Jardin Exotique a vista para o Mediterrâneo

Ruelas de Eze



Do Jardin, vista para Eze sur Mer

Obras de Jean Philippe Richard
Daí, eis a famosa Mônaco. A cidade ostentação. O circuito mais charmoso da Fórmula 1 e residência de uma das famílias mais ricas do mundo. Este principado é governado há muitos anos pela mesma família, a Grimaldi. O Casino de Monte Carlo é o local de partida da visitação e do ônibus turístico (hop on- hop off). Vi mulheres esbeltas, de pele bronzeada e cobertas de acessórios de ouro. Os carros são atrações a parte e as lojas das marcas mais famosas estão por toda parte. Turistas não aguentam ver uma daquelas máquinas passar e thic. Não sou adepta de ônibus turísticos, mas em Mônaco achei válido usá-lo, pois as atrações são distantes uma das outras e o tempo era curto. Fui agraciada com um pôr do sol na volta para Nice que fiz no ônibus 100 que passa por várias cidadezinhas margeando a costa e você pode conferir o intinerário aqui.

Place du Casino de Monte Carlo

Ninguém resiste às máquinas que passam em Mônaco

Museu Oceanográfico de Mônaco
inaugurado em 1910 pelo Príncipe Albert I


Casino Monte Carlo

Na porta da igreja, o luxo em pessoas...rsrs


O circuito mais charmoso da Fórmula 1

Palácio de Mônaco fundado em 1191 como
uma fortaleza da República de Gênova

Port Hercule em Mônaco

Na volta para Nice de ônibus, um lindo pôr do sol
O próximo dia foi reservado para conhecer três lugares um pertinho do outro. Peguei o ônibus 81 e desci na parada Passable/ Rothschild em Saint Jean Cap Ferrat. Minha curiosidade era ver a praia Passable que é pequena e com muitas pedras, mas é linda. Em frente fica o lindo jardim da Villa Ephrussi. Esta é uma atração imperdível! E falei desta visita aqui. Daí, fui andando até a praia de Beaulieu sur Mer, engraçado é tentar pronunciar este nome em francês, todo mundo faz biquinho, rsrs. Gostei da praia e fiquei ali algumas horas. Outra atração é a Vila Grega Kérylos , mas não fui. Depois fui conhecer a cidade e seguir andando para Villefranche sur Mer. Esta é muito linda! Tem vários restaurantes na orla e casas charmosas e coloridas. Há um centro cultural com obras de artes e apresentações artísticas. Terminado meu tour do dia, fui para a estação de trem e retornei para Nice.


Plage Passable


Vila Ephrussi, em Saint Jean Cap Ferrat

Vila Ephrussi Rothschild

Praia em Beaulieu sur Mer

Vista da Vila Grega Kérylo

Beaulieu sur Mer


Restaurantes na orla de Villefranche sur Mer 

Casas coloridas e charmosas


Orla de Villefranche sur Mer

Villefranche sur Mer
Agora foi a vez do Village que mais gostei: Saint Paul de Vence. Peguei o ônibus 400 em Nice e desci na entrada do vilage. São casas hiper charmosas com flores que dão um toque especial.  Saint Paul de Vence é uma cidade artística. Por toda parte vi quadros, esculturas e obras de arte que embelezavam ainda mais o local . Ao pedi um crepe  de queijo de cabra, confundi as palavras crevette (camarão) e chévre (cabra), então a garçonete fez a mímica, emitindo o som da cabra e eu finalmente entendi a diferença ( que vergonha, rsrs).  Comprei uns colares numa loja por 10 euros cada que no Brasil não sairiam por menos de 80 reais. Assim, desacelere e ande num compasso lento. Descanse e tome um sorvete. Relaxe e volte para Nice.

Ruelas de Saint Paul de Vence

Crepe de queijo de cabra (chévre)



Arquitetura e beleza da cor cinza com
 o colorido de flores e plantas


Uma loja de quadros, esculturas e artigos para decoração


Em Saint Paul de Vence tem muitas escadas...



Amei este vilarejo!
E por último, a cidade anfitriã: Nice. Fui conhecendo a cidade aos poucos, durante os 5 dias. Quando cheguei, conheci o Parc do Chateau que oferece a clássica vista de Nice e a Promenade des Anglais. Este parque me convidou para um passeio e alegremente aceitei. Do outro lado do parque, temos uma vista do porto de Nice. Desci em direção a Tour Bellanda e a medida que o sol se punha o visual era maravilhoso. Foi para mim, um pôr do sol inesquecível.


Fonte do Sol e as esculturas de Alfred Janniot

Place Massena durante a noite

La Cascade no Parc Chateau. No verão todo mundo se
aglomera em frente para se refrescar

Vista clássica de Nice no verão sem aquele mar azulzão...

Tour Bellanda


Porto de Nice


Inesquecível pôr do sol
Noutro dia fui caminhar na Promenade des Anglais que considero uma das coisas mais legais em Nice. Muito tranquilo, famílias e turistas desfrutando de um visual incrível. Há restaurantes com toda infraestrutura e preços lá em cima. Abri minha canga na areia, quer dizer, nas pedras e curtir o sol e o mar de água morna pois já era final do verão. Na segunda feira, meu vôo saiu no finalzinho da tarde, assim aproveitei para conhecer a feira de antiguidades e passeei na Cours Saleya, almocei no La Voglia e andei pela Vieille Nice, a parte antiga da cidade. Uma parte muito gostosa de se conhecer e que rende altas fotos. Não deixei de fora o Museu Matisse dedicado às obras do francês, Henri Matisse. Cheguei lá facilmente de ônibus.

Promenade des Anglais e Hotel Negresco ao fundo

Passeio para jovens, idosos e crianças


Se for para perfumar, na côte d´Azur você vai encontrar

Vieille Nice, ao fundo a torre que fica
 ao lado da Igreja Sainte Reparate


Anote: toda segunda, feira de antiguidades em Nice na Cours Saleya

Marche Antiques de Nice

Acorde cedo e terá a Praça só para você

Doces e gostosuras no centro Antigo de Nice

No centro, a Igreja de Sainte Reparate

Homens jogando pétanque na praça em frente ao Museu Matisse


Anote aí: Museu Matisse em Nice. Conheça as obras em tinta guache,
 esculturas, pinturas e objetos pessoais de Henri Matisse

Pena que não tive a idéia de fazer o blog antes para deixar detalhes deste roteiro para você, por isso coloquei vários links ao longo do texto para que você se inspire, pesquise e planeje uma excelente viagem pela Côte d´Azur. 

Dicas:
- esta viagem foi feita em Setembro/2012. Todas as atrações funcionando e não estavam cheias. Não havia engarrafamento nas estradas;
- dedique no mínimo 5 dias para esta região;
- se você for em outra época pesquise se os atrativos estarão funcionando e o que pode ser feito;
- os dias no verão são mais longos, assim não precisa correr nem fazer muita coisa em um só dia. Desfrute de um banho de mar, é uma delícia;
- a respeito do azul exuberante do mar Mediterrâneo, na verdade, nesta época, há uma certa "neblina" que deixa a paisagem cinza e o azul não é tão intenso como pensamos;
- se você puder alugar um carro, alugue, assim vai aproveitar ainda mais e conhecer outras cidades. Mas, se não puder, faça como eu, use e abuse do transporte público que é barato e serve muito bem a população;
- para ter a Place Massena só pra você e tirar ótimas "selfies", acorde cedo. A praça estará vazia;
- alimentação é cara, mas planeje ir a lugares econômicos. Comi no KFC, casas de kebab, no La Voglia e em alguns restaurantes no Village;

Siga o Vaneza com Z em:



Quer apoiar o Vaneza com Z? Faça sua reserva de hotel através do blog na barra lateral, assim receberei uma comissão e você garante o melhor preço através do site Booking.com.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...