domingo, 28 de junho de 2015

Casa Nova/Bahia: Dunas do Velho Chico

Este é o terceiro post da Série " Vale do São Francisco", clique aqui para ler os posts anteriores. Posso afirmar que 90% dos leitores aqui do blog ainda não conhecem este paraíso que fica  a mais ou menos 120 km de Juazeiro. Digo, ainda, porque depois de ler este post muita gente vai querer conhecer este paraíso às margens do Lago do Sobradinho. 


Encontrei informações sobre este lugar, ao acessar o site Viva o Sertão e depois pesquisando um pouco mais descobrir Um paulista em Petrolina. Agora, conto para você como chegamos em Dunas do Velho Chico e tenho certeza que você não vai se arrepender de conhecer um lugar que ainda é sinônimo de paz e tranquilidade. Por favor, me acompanhe.

Primeiro, para chegar até lá é imprescindível um carro, por tanto, alugue um. Pode até ser um pé duro como o nosso, mas o importante é ter um veículo para chegar até as dunas. Neste post vou explicar como chegar e onde alugar o carro.

Depois de fazer os dois passeios com a empresa Vapor do Vinho, aprendemos o início do caminho. Pegamos o carro na locadora, abastecemos, compramos lanches no Supermercado Pajeú e pegamos a estrada. Passamos em frente ao aeroporto de Petrolina, seguimos pela BR-235 passando pela divisa Pernambuco e Bahia, depois pelo povoado Santana do Sobrado e até aí estávamos escoladas.

Aeroporto de Petrolina


Casas populares com sistema de energia solar

À esquerda, a Vinícola Ouro Verde
Depois, seguimos até a cidade de Casa Nova. Agora, vem o detalhe: marque a quilometragem a partir daí em mais 30km, como a pista é reta, quase o tempo todo, a entrada para Dunas do Velho Chico, fica numa curva em que você verá uma casa ( na época em que fui era amarela, se ela mudar de cor, já era rsrs). Tem uma placa de um empreendimento imobiliário chamado Paraíso das Dunas. Tudo isso fica do lado esquerdo, preste bem atenção! 

Cena comum na BR-235


Bem, quando fomos não percebemos nada disso, passamos direto e percorremos 20km à mais e notamos que algo estava errado. Paramos num bar para perguntar. Os rapazes que jogavam sinuca saíram e nos informaram que teríamos que retornar mais tantos quilômetros e que observássemos a casa amarela. Voltamos tensas e atentas. Toda casa para nós era amarela e deixava dúvida, então paramos mais uma vez num outro bar e perguntamos à uma senhora e ela foi categórica: " Daqui à 12 km, minha filha. Tem uma curva, e é só entrar". Eu perguntei se tinha alguma placa, ela não se lembrava. Seguimos e encontramos a casa amarela e uma placa e uma estrada de terra vermelha, larga e reta. Pronto, agora encontramos o caminho e aceleramos. Bem, a velocidade não passava de 50km/h naquele carro pé duro e naquela estrada de cascalho.

Foto tirada quando retornamos para Juazeiro no final da tarde

Use o Google View street e caminhe pela BR-235. A imagem foi capturada em 2012, mas a estrada está em bom estado e a entrada é exatamente esta.
A estrada é reta, toda de cascalho e terra vermelha. Ao longo do caminho tem algumas casas e nós paramos em duas para perguntar se o caminho era aquele mesmo. Tem sinalização também. E finalmente, chegamos nas dunas. Um momento épico foi avistar o Lago e aquela paisagem maravilhosa.

Siga reto a vida toda...rsrs


paisagem do semi árido baiano

um pavão na beirada estrada e na frente de uma casa em que paramos para tomar informação


estacionamento para as dunas

momento épico: as dunas e o lago
Quando dizíamos que íamos a Dunas do Velho Chico todos nos disseram para levar comida, bebida e sombreiro e até cadeira, pois lá não teria nada. Bem, quando chegamos, encontramos senhor Nelson e dona Chinha. Ele, irmão de Dona Chinha,  mora em Petrolina e final de semana está por lá. Já Dona Chinha mora lá há 12 anos. Eles possuem uma casa com quartos bem simples para alugar de 35-50 reais com café da manhã. Serve almoço de 15 - 25 reais. Vendem cerveja ou refrigerante. Tem barracas e cadeiras de praia para o público. Ou seja, lá tem tudo. Mas se você quiser levar lanche, é bom levar.

a casa com quartos para alugar e onde almoçamos

caminhonete que o senhor Nelson utiliza para cuidar e limpar as Dunas

vida boa pra cachorro

nesta barraca você encontra cadeiras, bancos, sombreiros e churrasqueiras que podem ser alugadas
Uma das primeiras perguntas que o senhor Nelson me fez foi se tínhamos errado a entrada. Respondi: com certeza! Ele disse que quase todo mundo que não é da região se perde, no dia anterior um casal colombiano também erraram a entrada. Mas, com este post eu duvido que alguém erre a entrada, rsrs.

O movimento maior é aos finais de semana e na alta estação. Grupos que praticam esportes náuticos como jet ski e lanchas, sempre aparecem nas Dunas. Fora isso, o local é como nós encontramos: um reduto de paz. Só se ouvia o som das ondas do mar, ops, do rio. Só havia, eu, minha amiga e este casal. Depois chegaram 4 pessoas, mas eles logo foram embora, estavam à trabalho.

Senhor Nelson fala com muito orgulho e paixão deste local. Ele cuida com muito carinho das dunas, mantendo-a limpa e segura. Ele nos contou que realizou ano passado o primeiro reveillon das Dunas e foi sucesso. Em noite de lua cheia, o pessoal vem acampar e o local fica mágico. Deve ser lindo mesmo... Ele aluga barracas de camping por 20 reais.

Esta parte do Lago inundou a cidade de Casa Nova em 1974, assim a cidade mudou de lugar e foi para às margens da BR-235.

panorâmica da Dunas do Velho Chico
Para mim, foi uma das experiências mais enriquecedoras que tive na vida de viajante. Poder me banhar no Rio São Francisco no Lago do Sobradinho num local tão lindo e de maneira exclusiva. Só podia agradecer a Deus!






torres eólicas de Casa Nova


sentada na cadeira de praia, esta era a visão que eu tive por algumas horas...

pé de juazeiro
Deu fome e Dona Chinha preparou um tucunaré frito, com salada, arroz e feijão tropeiro. Delicioso! Para acompanhar, uma cerveja geladíssima. Eu não bebi, pois era a motorista da rodada, rsrs.

almoço- tucunaré frito
Voltei para a barraca e me sentei na cadeira. Daí, a natureza começou a se exibir. Ora, um pássaro. Ora, uns porquinhos lindos. Ora, uma nuvem que escurecia tudo. Ora, o vento suave e frio.









Mas é hora de ir, pois o que é bom dura pouco. Pagamos a conta e nos despedimos desta família, simples, hospitaleira e batalhadora. E como sempre, temos um pôr do sol que não há qualitativos para descrever. Sabe a sensação de não querer sair tão cedo de um lugar? Pois é, foi o que eu sentir em Dunas do Velho Chico.






a beleza e as cores do sertão
Mapa para chegar até Dunas do Velho Chico:



Onde alugar carro em Juazeiro ou Petrolina:

Localiza- 74 3614.2228/ 87 3862.2788
Yes locadora- 0800 709 2535
River Locadora- 87 8873. 2356
Jr locadora- 87 3862.6411
Translock- 87 3867.0581
Locavale- 74 3613.5672/ 8805.5672/ 9122.8350/ 9991.4636
Locar- 87 8822.4410/4408

DDD 74 é de Juazeiro, DDD 87 é Petrolina e para este você precisa acrescentar o número 9 para celulares.

Nós alugamos o carro com a Jr Locadora (Petrolina) um gol basicão (o modelo está em uma das fotos acima) por R$109,00. O atendimento foi bom, eles foram nos buscar no Hotel e da locadora partimos para Dunas do Velho Chico por volta das 10 horas. Eles entregaram o carro na reserva e teríamos que entregar da mesma forma. Abastecemos R$100 de gasolina e ainda sobrou um pouquinho.

Tem interesse em pernoitar em Dunas do Velho Chico em noite de lua cheia ou passar o Reveillon ou saber informações do local? Ligue para o senhor Nelson: (74) 8816.1325/ (87) 3861.1875. 


Ele tem facebook: digite "Barraca Dunas do Velho Chico" e adicione.


E você, conhece Dunas do Velho Chico? Tem alguma dica ou dúvida? Deixe seu comentário logo abaixo:



Siga o Vaneza com Z em:
Pinterest
Facebook
Google+
You Tube 

O blog Vaneza com Z  não possui parceria/ convênio com as
empresas/ serviços citados no texto.

10 comentários :

  1. Uau, Vaneza! Que lugar incrível! E parece mesmo uma praia, né? Fiz uma viagem de quase 30 dias em janeiro passado pela Bahia, que pena que não passei por esse cantinho delícia. Quem sabe na próxima? :) bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 30 dias pela Bahia??!
      Estou curiosa para saber por onde andou ...

      Abração!

      Excluir
  2. Realmente, o Vale do São Francisco é um paraíso que ainda precisa ser mais explorado. Quanta beleza e simplicidade! Adorei a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você disse tudo: beleza e simplicidade.

      Amo esta região!

      Excluir
  3. Amei demais o post. Completíssimo.
    E essas fotos? consegui me deslocar mentalmente ♥

    morri de rir com a informação da casa amarela para usar como direção. hahahaha

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk...enquanto for amarela blz, né?

      Muito obrigada pela visita e pelo comentário.

      Bjs!

      Excluir
  4. Cada vez que entro aqui, tem post de um cantinho novo pra mim no Nordeste! Adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda!

      Seu comentário me levou para aqueles momentos em que mostramos um álbum pra uma pessoa e ela admira e diz com carinho: quanto coisa bacana...

      Muito obg!

      Excluir
  5. Adorei sua postagem ,moro em Casa Nova e Cresci nas Dunas e nunca tinha visto alguém falando tão bem. Msotrando um pouco do lado bom que nosso interior temm Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ludmilla!

      Com certeza ... nosso Estado possui uma beleza sem igual em seu povo, em sua cultura e sua terra. Me sinto privilegiada em ser baiana e poder conhecer um pouquinho desta terra.

      Fico muito feliz com seu comentário e sua visita, forte abraço!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...