quarta-feira, 8 de julho de 2015

Vale do São Francisco, muito mais que um passeio turístico

Quando você ouve a palavra Bahia, em termos turísticos, o que lhe vem à mente? Sol, praia e água fresca. Respeitando o gosto de cada um, a Bahia é muito mais que isso. E refletindo no aprendizado que uma viagem pode trazer, principalmente no momento em que se ouve muito falar de crise e economia, a região do Vale do São Francisco é uma expressão da força e beleza do Nordeste. Quando pesquisei sobre a região pensei que ia navegar pelo Rio São Francisco, comer carne de bode e ouvir muito forró. Mas não é bem assim que a banda toca não...rsrs.



Ao fazer os passeios, percebi que toda a vida nesta região, depende do Rio. Ele irriga as plantações e a alma deste povo. Aqui encontramos o maior pólo de fruticultura do Brasil. As águas do São Francisco são canalizadas para irrigar plantações de frutas que dentro em breve são exportadas e estarão na mesa do europeu. E o que ele estará consumindo? Um pouco do Rio São Francisco. Percebeu a questão? O Rio São Francisco alimenta o Brasil e alimenta o mundo.

Além disso, alimenta também de energia. A Companhia Hidrelétrica do São Francisco é a maior geradora de energia do país e possui as seguintes usinas:  Sobradinho, Itaparica, Complexo de Paulo Afonso, Xingó, Boa Esperança, Pedra e Funil. A eclusagem na Barragem do Sobradinho é uma grande obra da engenharia hidráulica  e me deixou impressionada.


Uvas da Fazenda Grand Valle


Manga palmer

Usina hidrelétrica do Sobradinho

eclusa, engenharia hidráulica
Mas a Barragem do Sobradinho gera debates e polêmicas. Aliás, o que não falta é polêmica nesta região. Esta obra, causou fortes impactos ambientais e sociais. Cidades foram inundadas na década de 1970 e o povo teve que sair de suas casas e mudar de lugar. A vida recomeçou. Daí, perguntei a um morador antigo o que ele achava da construção da barragem. Ele me disse que se não fosse a construção desta barragem, o Rio estaria ainda mais seco. Enfim, o fato é que as águas foram represadas e formaram o maior lago artificial da América Latina, o Lago do Sobradinho. E o mais impressionante, são as ilhas que se formam em sua extensão e nos proporciona um visual maravilhoso. Ás vezes, não sabemos se é mar ou se é rio. Há beleza em pleno Lago do Sobradinho!

barragem do Sobradinho


Ilha da Fantasia


o maior lago artificial da América Latina

aqui era a antiga cidade de Casa Nova, inundada pelo rio São Francisco
E quando pensamos na paisagem do semi árido, imaginamos um lugar seco e sem vida. Seco, pode até ser, agora, vida tem em abundância. Para mim, foi prazeroso ver como a tecnologia e a ciência é usada na produção de excelentes vinhos que ganham concursos internacionais. É o caso do vinho Testardi do Grupo Miolo, produzido na Vinícola Ouro Verde. O nome já diz tudo, e significa obstinação e persistência.  Vinho produzido em terras áridas, num local inóspito, por pessoas que acreditaram e comprovaram que se pode elaborar um grande vinho no Vale do São Francisco. Elaborado com a uva Syrah cultivada na Vinícola Ouro Verde, o vinho nasce e envelhece em barricas de carvalho. Em 2012, foi bronze como o melhor syrah do mundo.



vinícola Ouro Verde

um dos melhores vinhos syrah do mundo


E o que dizer das pessoas? Ah, o povo baiano tem a maneira própria de receber e acolher com simplicidade. Na beira da estrada, não descíamos do carro e os moradores vinham até nós para explicar como chegar em Dunas do Velho Chico. Olhavam em nossos olhos e riam com humildade. O que eu não sabia e nem estudei na escola sobre o Rio São Francisco, aprendi com o senhor Nelson que conhece desde a nascente ( Serra da Canastra, em Minas Gerais) até a foz (Piaçabuçu, em Maceió) deste rio. E o Rogério, responsável pela empresa do Vapor do Vinho, é um exemplo de perseverança e de quem ama e valoriza o lugar onde vive. Foi na faculdade de administração, em 2005, que ele deu início ao projeto do Vapor do Vinho, hoje, o melhor e mais cotado passeio pelo Rio São Francisco.

O povo pernambucano se destaca na habilidade de transformar um pedaço de madeira em obra de arte. Consegue com destreza, transferir sentimento e amor pelo que faz para suas peças. Mais uma vez, a beleza e a força do Nordeste em evidência. 

Luiz Rogério do Vapor do Vinho



Carina, artesã em Petrolina
Medo ou insegurança? Nenhuma! Eu e minha amiga, fizemos tudo com muita tranquilidade.

Portanto, conhecer o Vale do São Francisco nos proporciona uma experiência única: valorizar ainda mais este Rio, o terceiro  maior do Brasil, e este povo ribeirinho.



Confira todos os posts sobre o Vale do São Francisco, clique aqui.

Siga o Vaneza com Z em:
Pinterest
Facebook
Google+
You Tube 

O blog Vaneza com Z  não possui parceria/ convênio com as
empresas/ serviços citados no texto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...