segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A Chapada Diamantina está em chamas...Como eu posso ajudar?

Este é considerado um dos três maiores incêndios do século e dura mais de 10 dias. Mais de 15 mil hectares, o equivalente a 30 campos de futebol, já foram consumidos pelo fogo. Se estima que a área degradada vai levar mais de 30 anos para se recuperar.


As perdas são muito grandes. Talvez não se possa superar [danos]”. Assim, o secretário de Meio Ambiente da Bahia (Sema), Eugênio Spengler, define os prejuízos que os incêndios espalhados pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina provocam em todo o estado.


 
Consideramos a Chapada Diamantina o coração da Bahia. “A Chapada é uma caixa d´água, podemos chamar assim. Aqui nascem muito rios. Um deles é o Rio Paraguaçu, que abastece grande parte da região metropolitana de Salvador e da região metropolitana de Feira de Santana. Cerca de três milhões e 500 mil pessoas são abastecidas por ele [nessas localidades]”, explica Eugênio Spengler.
 
ÁREAS ATINGIDAS

O fogo já consumiu mais de 15 dos 152 mil hectares de vegetação entre os municípios de Andaraí, Ibicoara, Itaetê, Lençóis, Mucugê e Palmeiras, cerca de 10% do total. Os focos estão localizados no Morro do Pai Inácio (na divisa entre Lençóis e Palmeiras), Morro Branco (Vale do Capão, em Palmeiras), Guiné e Três Barras (Mucugê).

COMBATE AO INCÊNDIO
 


 A Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis, atua há 15 anos de forma voluntária no combate a incêndios florestais na região e, neste momento, já mobilizou mais de cem moradores no combate. Por isso, defende três pontos fundamentais que precisam ser discutidos para evitar novos danos ao meio ambiente: investigar e reprimir as causas; investir em monitoramento e dar apoio efetivo para as brigadas.

Na Chapada Diamantina nunca houve uma condenação por incêndios florestais, o que está relacionado à falta de infraestrutura do governo do estado para a investigação, que é de responsabilidade da Polícia Civil. A BRAL acredita que não só a impunidade contribui para a manutenção dos incêndios, mas, também, a ausência de políticas públicas para a inclusão social e conscientização ambiental dos autores dos crimes.


“O helicóptero do governo do estado não trabalha em parceria com as brigadas, apenas depois de muita pressão. Geralmente, colocam a aeronave a nossa disposição nos últimos dias do incêndio”, afirma Marta Ferreira, brigadista e sócia-fundadora da BRAL. “Esta noite, inclusive, dois brigadistas sofreram acidente e fizemos sinal de socorro e o helicóptero não realizou o resgate”, acrescenta Valladão.


Depois de vários dias de incêndio, a Defesa Nacional, enviou (dia 21/11) 40 homens para ajudar no combate. Estes, vão atuar principalmente na região de Morro Branco, local de difícil acesso.

 
COMO POSSO AJUDAR?


Com uma contribuição insuficiente por parte do Governo, Brigadistas voluntários da BRAL estão combatendo o fogo diariamente, mas ainda carecem de muitos recursos, como equipamentos, água, alimentação, combustível etc. Qualquer contribuição será bem-vinda.

Quem mora em Salvador, há vários pontos de coleta dos seguintes materiais:

 
- Lanternas
- Água Potável
- Pilhas (AA e AAA)
- Botas (podem ser usadas)
- Macacões de Obra
- Ferramentas de Corte (foices, facões, serra, etc)
- Alimentos Não Perecíveis
- Cordas

PONTOS DE COLETA EM SALVADOR:

Politécnica- Avenida Sete De Setembro
De 9:30 Às 12h E Das 15h Às 17h
Sala Da Spe, 3º Andar
Beatriz Medeiros

Instituto De Ciências Da Saúde - Av. Reitor Miguel Calmon, 1272 - Canela,
O Dia Inteiro
Sala Do Dafono, 5º Andar
Marília N. Leite; (71) 98523-6532

Instituto De Geociências - R. Barão De Jeremoabo, S/N - Ondina
O Dia Inteiro
 



 

Além disso, pode realizar doações em dinheiro*:
CONTA CORRENTE - BANCO DO BRASIL
Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis
CNPJ: 07.087.037/0001-48
Agência: 0251-8
C/C: 12619-5


*QUEM DOAR, AVISA, POR FAVOR! Principalmente à Marta (75)998573161 que está responsável pela logística e organização das doações.

Vários artistas tem feito campanhas para ajudar a Chapada e usando a hastag #SOSChapadaDiamantina

Para acompanhar e saber mais detalhes deste incêndio, confira a fanpage da Brigada de Lençóis e o Guia da Chapada, indispensável para quem tá planejando visitar o Parque.

As fotos neste post são de autoria de Açony Santos, que registrou o combate ao incêndio na Serra do Mandassaia.

Fontes:

Guia da Chapada Diamantina

Folha Uol

G1.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...