segunda-feira, 27 de junho de 2016

Ilha de Maré: CUIDADO COM A SEGURANÇA!

Aos queridos leitores,

Sempre divulgo e escrevo sobre a Ilha de Maré que fica bem perto de Salvador, basta atravessar de barco (15-20 min) e estaremos num lugar maravilhoso, quase o Paraíso. Porém, no dia 23 de Junho de 2016, tivemos uma experiência desagradável e que venho relatar para que nunca ocorra com nenhum de vocês.



Chegamos por volta das 11 horas em Ilha de Maré. Descemos na Praia de Itamoabo e seguimos para a Praia das Neves, local que sempre fico quando vou à Ilha. Entre a Praia de Itamoabo e a das Neves há um trecho "deserto", pois de um lado não há casas e do outro é uma vegetação de mangue. No momento em que chegamos, havia pessoas transitando por ali. 

Quando chegamos em Praia das Neves, havia uma família com crianças curtindo o mar. Arrumamos as nossas coisas na areia e fomos tomar banho de mar, enquanto isso, a esposa de meu primo ficou na areia com o filho. No mar, havia um casal com jet ski e depois chegou um pessoal numa lancha. Em todo o trajeto, estava com minha câmera (uma Nikon P600), fotografando a paisagem e a esposa de meu primo com um celular ( Moto E), fotografando e filmando.

Encontrei uma senhora que mariscava. Ela nasceu na ilha e tem familiares por lá. Conversamos sobre mariscos, peixes, a poluição da Ilha e a sensação de paz e tranquilidade que a Ilha transmite. Ela mencionou que alguns casos de assaltos são executados por pessoas que não moram na Ilha e chegam para "bagunçar". 

Queríamos comer algo ali na Praia das Neves, mas não havia nenhum restaurante aberto, pois é inverno e durante a semana não há muito movimento. Encontramos alguns moradores e veranistas brincando e se divertindo na grama do local em frente aos restaurantes. Assim, voltamos para nosso lugar na areia e recolhemos nossos pertences para voltarmos para São Tomé de Paripe.

A todo momento estávamos relaxados e distraídos com a paisagem. Ao retornar para Itamoabo (por volta das 15h), pelo mesmo lugar, dois rapazes numa moto, um de blusão laranja (piloto) e outro de camisa listrada (na garupa), passaram bem perto de nós, mas seguimos o caminho. Daí, o que estava na garupa desceu da moto e com arma na mão, anunciou assalto. Pediu minha câmera fotográfica, que estava no pescoço, dinheiro e celular. Ao anunciar o assalto, a primeira pergunta que o bandido fez foi: " Vocês são daqui da Ilha?". Dissemos que éramos de Salvador. Não reagimos, e meu primo, com muita calma, ainda tranquilizou o bandido. 

O outro comparsa, gritou para que ele adiantasse, pois talvez estivesse vindo alguém naquela direção e assim o bandido pediu que seguíssemos sem olhar para trás, não falasse para ninguém e nem gritasse.

Fomos caminhando em direção a Praia de Itamoabo sem um centavo na mão. Falamos com um barqueiro sobre o ocorrido e ele reagiu com um certo espanto, mas como se soubesse que isso ocorresse com frequência. Ao darmos a descrição dos elementos, ele reagiu como se já os tivessem visto. Disse a ele que eu era formada em Turismo e  um dos meus trabalhos, em horas vagas, era escrever sobre destinos turísticos. Ele foi falar com os outros colegas/amigos sobre o fato e nós ficamos ali na beira do mar esperando mais alguns passageiros para embarcarmos.

Voltamos para São Tomé, um tanto chateados com a situação, mas agradecidos por estarmos vivos e que o bandido não nos agrediu. Saquei o dinheiro e meu primo foi pagar ao barqueiro. Daí, o barqueiro disse a meu primo, para que eu fizesse um boletim de ocorrência na 5ª Delegacia de Periperi, mas não divulgasse o ocorrido em redes sociais. Um senhor que estava próximo, ouvindo a conversa, disse: "Ah, deve ter sido aqueles dois que atravessaram de moto? ... "

RESUMO: Não há policiamento na Ilha de Maré. A própria população não se preocupa em avisar aos visitantes e turista sobre a questão da segurança. Como os moradores não são assaltados, eles não se unem para defender o que é deles, e assim a bandidagem age sem preocupação. Os visitantes e turistas, pelo visto, não são bem vindos em Ilha de Maré. Isso é lamentável. Isso é vergonhoso!

Assim, deixo um alerta: se for a Ilha de Maré,  vá apenas durante o verão (dezembro e janeiro) e somente aos sábados e domingos, quando tem muita gente na Ilha. Não leve nada de valor. Não fique em locais ermos. Ande em grupo.


E pior que perder um bem material, é conviver com o sentimento de culpabilidade, pois ficamos revoltados com nós mesmo, que não fomos precavidos e deveríamos ter feito isso ou não ter feito aquilo.

E buscando na internet sobre casos de assaltos na Ilha, vi que até o Secretário Municipal de Salvador, Bruno Reis, já foi assaltado este ano em uma lancha na Ilha, clique aqui para ler a reportagem.

18 comentários :

  1. Triste esses episódios acontecerem. A continuarem assim, só vai fazer com que o turismo diminua na ilha de maré, o que é pena para quem vive de forma honesta na ilha. Abraço desde Portugal, e que tudo corra bem nos próximos passeios.

    ResponderExcluir
  2. Olá Felipe,

    Você fez uma boa colocação:"só vai fazer com que o turismo diminua na ilha de maré" ... e é uma pena para as pessoas de bem. Agradeço de coração sua mensagem.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Agradecemos o seu relato e sentimos a sua perda emocional e material.
    Infelizmente, estamos vivendo um momento ruim neste humanidade e principalmente no nosso país, estamos, sim!!! Em guerra social, ética, moral e humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo!

      Com certeza. E assim, nos sentimos impotentes e acuados.

      Forte abraço e agradeço sua visita e comentário!

      Excluir
  4. Gente isso é um absurdo,todo mundo perde com essa falta de policiamento.

    ResponderExcluir
  5. Poxa tava me programando pra ir , mas nem vou correr o risco , estou gestante tenho 1 filho de 5 anos... triste

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paula,

      Infelizmente, é muito triste ver nossas belezas não receberem a devida atenção e a população ficar refém do medo e da violência.

      Abraços!

      Excluir
  6. Será que é perigoso ir no final de semana ? Estou querendo ir 10/09 e voltar no dia 11/09...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiana,

      Sugiro que você não vá sozinha e procure um lugar com movimentação (praia de Itamoabo). Vá sem objetos de valor. Em virtude da falta de segurança, passar apenas um dia seria o suficiente.

      Obrigada pela visita e por comentar!

      Excluir
  7. Oi, muito obrigada por compartilhar sua experiência aqui com a gente. Vou pra lá sábado, e estava bem despreocupada. Não sabia desse clima de insegurança. Mas felizmente sempre pesquiso sobre os lugares antes de ir. Diante desse seu relato, tomarei bastante cuidado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Suelem,

      Pois é, não estou desencorajando ninguém. Gostaria que as pessoas tomassem os cuidados que eu não tive. E se puder quando retornar passe aqui pra contar como foi.

      Beijos minha querida!

      Excluir
  8. Obrigada por compartilhar suas experiências aqui com a gente. Não conheço a ilha ainda, estou me programando pra ir lá, então, sabendo dessa insegurança, redobrarei os cuidados.

    ResponderExcluir
  9. Estava pensando em passear nessa ilha com minha família. Depois que li esse relato, adeus ilha de maré.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito triste vermos um lugar tão lindo nessa situação.
      Forte abraço!

      Excluir
  10. Triste tava indo pra lá depois dessa vou pensar 2 vezes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Caso deseje ir, tenha atenção e cuide de vc e daqueles que vão com você.

      Abraços!

      Excluir
  11. Já Tavares pensando em ir, mas com essa insegurança não dar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wellington!

      É lamentável a situação na Ilha. Agora no verão acredito que esteja mais movimentado um pouco mais "seguro", mas que ficamos desanimados, ficamos.

      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...