domingo, 14 de agosto de 2016

Espanha: O que vi em Madrid

Por que demorei tanto para escrever sobre esta cidade maravilhosa que conheci em Dezembro de 2013? Vou mostrar para vocês um pouco do que vi por lá e pra quem já foi, vamos matar saudades juntos...


Cheguei em Madrid pela manhã, num vôo da Air Europa saindo de Salvador, pelo belíssimo Aeroporto Adolfo Suárez Madrid–Barajas. Era minha terceira vez na Europa e a imigração foi facílima, só pra se ter uma ideia, eu nem precisei responder perguntas. No entanto este era (ou é, não sei), uma das imigrações mais temidas pelos brasileiros.

Deixei as coisas no Hostal Yolanda e sair para comprar roupas de frio. Comprar roupas de frio na Europa é mais barato que no Brasil. Fui na Zara (Calle de Carretas, a caminho da Puerta del Sol) e aproveitei uma promoção. Pronto, agora estava lista para encarar o frio de Madrid, Berlim, Praga e Paris, rsrs. Segue o que vi em Madrid:

Puerta del Sol


A Puerta del Sol é um dos locais mais famosos e concorridos da cidade espanhola de Madrid. É neste local que se encontra desde 1950, o quilómetro zero das estradas espanholas. É visita obrigatória para todos os que se deslocam à capital espanhola.


o Urso e o madroño, símbolo de Madrid


A Puerta del Sol foi nas suas origens, um dos acessos do muro que rodeava Madrid no século XV. O nome da porta provém de um sol que adornava a entrada, colocado ali pelo fato da porta estar orientada para o leste.

Que arquitetura... olha o que está lá no alto do prédio...

dei o zoom pra você, rsrs
Parc del Retiro

Os jardins foram concebidos entre 1630 e 1640, quando o Conde Duque de Olivares, vassalo atencioso do rei Filipe IV (1621 - 1665), ofereceu ao monarca alguns terrenos para o lazer da Corte ao redor do Convento de San Jerónimo el Real.
Porta de Espanha- entrada do Parc del Retiro
A Porta de Espanha (1893) é obra de José Urioste y Velada (1850 - 1909), arquitecto e urbanista. Esta porta dá acesso ao Paseo de la Argentina.
 
o inverno e sua paisagem simples e encantadora


Monumento a Afonso XII
Em 1902 foi convocado um concurso nacional para construir um monumento ao rei Afonso XII. Quem ganhou foi o arquiteto José Grases Riera com um projeto grandioso em bronze e mármore. Foi inaugurado a 3 de Julho de 1922.

Fonte Angel Caído
A Fonte do Anjo Caído, foi construída em 1885 e esculpida pelo artista madrilenho Ricardo Bellver em 1877. O pedestal é de granito e bronze e foi desenhado pelo arquiteto Francisco Jarenho.


Estádio do Real Madrid (Santiago Bernabéu)

Foi inaugurado em 14 de dezembro de 1947 numa partida o Real Madrid e Belenenses de Portugal, com o nome de Estádio Chamartín.



Faça uma visita guiada e conheça um pouco da história deste grande time



Para saber como é a visita clique aqui.

Palácio Real

O Palácio Real de Madrid continua a ser, oficialmente, a residência do Rei de Espanha, apesar do Rei utilizá-lo somente para ocasiões de gala, almoços e recepções oficiais, já que a Família Real optou por viver num palácio mais modesto, o Palácio da Zarzuela.


As origens do Palácio Real de Madrid remontam ao século IX, quando o emir do Emirado de Córdoba, Maomé I, construiu uma edificação defensiva. Depois da sua conquista por Afonso VI de Castela, dois séculos mais tarde, o primitivo castelo muçulmano transformou-se num alcazar, o qual seria ampliado sucessivamente pela Coroa ao longo dos séculos, até converter-se na sede da Corte com Filipe II de Espanha.
 



Plaza Mayor

A origem da praça remontam ao século XV, sendo a confluência dos caminhos que ligavam Toledo a Atocha. Em 1580, Filipe II encarregou Juan de Herrera de remodelar a praça. Em 1617, Filipe III, encarregou Juan Gómez de Mora de finalizar as obras, tendo sido terminadas as obras em 1619. A Plaza Mayor sofreu três grandes incêndios durante a sua história e após várias anos de reforma, em 1848 foi colocada no centro a estátua equestre de Filipe III.

Palácio de Cristal

Ainda no Parc del Retiro...
O palácio de Cristal é uma estufa, e em conjunto com o lago artificial, foi edificado em 1887. Ambos nasceram no âmbito da Exposição das Ilhas Filipinas, onde se podiam ver flores dessas ilhas. Desde algum tempo que o espaço serve para exibir obras de arte contemporâneas. 


Museo del Prado

Para saber valores e horários de visitação clique aqui.

Igreja San Jeronimo, ao lado do Museo del Prado

Após determinado horário não se paga, mas você fará uma visita corrida, as obras de Diego Velazquez são destaque. Ah, não pode tirar foto dentro do museu não...rsrs.

Plaza de Cibeles

No centro temos a famosa Fonte de Cibeles, esculpida no ano de 1782, a partir de um desenho de Ventura Rodríguez. Cibeles é uma deusa grega que representa a fertilidade.


Em cada uma das quatro esquinas pra praça estão edifícios emblemáticos, construídos entre o final do século XVIII e o início do século XX, como o Palacio de Buenavista ou Cuartel General del Ejército, Palacio de Linares ou Casa de América, Palacio de Comunicaciones, sede da Prefeitura de Madri desde 2007 e o Banco de Espanha.


Mercado San Miguel

Originalmente construído em 1916 , foi declarado Bem de Interesse Cultural em 2000. Em 2003, foi comprado por investidores privados, após reforma foi reaberto em 2009. 


Este é o mercado mais popular em Madrid entre os turistas , uma vez que está localizado no centro de Madrid, a uma curta distância da Plaza Mayor. Este não é um mercado tradicional, mas um mercado tapas gourmet , com mais de 30 fornecedores diferentes que vendem uma grande variedade de tapas preparados na hora , presuntos , azeitonas , pães e outros alimentos . Cerveja, vinho e champanhe também estão disponíveis. Acesse o site e veja mais, clique aqui.




Pelas ruas de Madrid



Esta era a rua do Hostal Yolanda que fiquei hospedada: Calle de Luis Vélez de Guevara, 8, 28012 Madrid, Espanha


Paróquia Santa Cruz, localizada na Calle Atocha, em estilo neogótico em ladrilho e pedra branca de Colmenar

Com 290 anos, o restaurante mais antigo do mundo, segundo o Livro dos Recordes...







E tomar um café da manhã numa pasteleria chamada La Mallorquina, com um chocolate quente em pleno inverno é algo inesquecível! Para conhecer este local clique aqui. E é muito fácil encontra-lo, na Puerta del Sol.

 As fotos a seguir foram retiradas do site da La Mallorquina e não me responsabilizo por suas reações, rsrs:

Ensaimada

bocaditos de ron

napolitana crema


E que tal um churros com chocolate na Chocolateria San Ginés? Não é fácil de achar, mas a recompensa será deliciosa. O local é passagem obrigatória para turistas, inclusive de vários famosos que tem fotos pelas paredes do salão. Funciona todos os dias do ano e desde 1894.

Foto retirada do site da Chocolateria San Ginés. Clique aqui para saber mais.
 

Pasadizo de San Ginés

salmojero
Pratos maravilhosos apreciados na Taberna Alhambra, um restaurante no Centro de Madrid com ótimos pratos e preços e bom atendimento. Clique aqui e saiba mais.

pisto con huevos

Minhas impressões da cidade:
- transporte fácil e prático para locomoção  e muita coisa se conhece a pé, tudo perto pra quem fica no Centro. Eu me lembro que usei transporte público apenas para ir ao Estádio do Real Madrid e ao Museo del Prado, por causa do horário;
- não é uma cidade cara, até a comida em locais turísticos não é cara;
- eis uma vantagem do inverno em Madrid: não há muitas filas nas atrações turísticas, inclusive no Estádio Santiago Bernabéu, foi muito tranquilo comprar o bilhete para visitação;
- as ruas do Centro, são lindas, nem parece que é uma capital tão cosmopolita. Há preservação dos prédios, da história e da cultura;
- tive pouco contato com o povo madrilenho, mas percebi a espontaneidade e simpatia. A senhora do hostel levou horas e horas conversando comigo sobre a família dela;
- as comidas madrilenhas são simplesmente maravilhosas, pena que eu não lembro o nome de muitos, apenas do salmorejo, pisto con huevos, tortillas e, além claro, dos churros com chocolate;

Passei apenas 3 dias, mas o suficiente para sentir o clima daquela cidade. Gostaria muito de ter feito um bate volta para algumas das cidades próximas, como Toledo, Ávila, Cuenca, Salamanca e outras. Fica para uma próxima, quem sabe...

*citações em itálico foram retiradas da Wikipedia.


Siga o Vaneza com Z em:

Pinterest
Facebook
Google+
You Tub
e 

O blog Vaneza com Z  não possui parceria/ convênio com as empresas/ serviços citados no texto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...