quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Algumas horas em Londres - Museu Britânico

Eu sei, eu sei ... Londres não merece apenas algumas horas. Merece dias, meses, anos e o infinito! Mas esta foi uma escolha do dia pra noite enquanto eu estava em Madrid fazendo um tour pela Europa. Daí, comprei uma passagem de trem de Paris a Londres. Vem que eu te conto esta loucura, rsrs.




Na verdade o objetivo em ir a Inglaterra foi conhecer uma gráfica de publicações bíblicas em Mill Hill. Aproveitei a oportunidade e tive que escolher uma atração dentre tantas: o Museu Britânico. E amei!


Como eu disse, comprei a passagem de trem pelo site da Eurostar. Me lembro que foi prático e rápido, comprei com o cartão VTM da Confidence Câmbio. O trem saia da Estação Gare du Nord. Comprei o 1º horário, bem cedo mesmo, o que envolveu acordar 4h da manhã, pegar o primeiro trem na estação de Rueil Malmaison, onde mora minha amiga, e aguardar os trens começarem a funcionar na estação Chatelet. Na Gare du Nord passei pela imigração. Eles perguntaram em que eu trabalhava, pra onde eu ia, por quanto tempo ficaria lá e porque ficaria tão pouco tempo, rsrs. Pronto, liberada! Estava ansiosa e com frio. Nem consegui tirar uma foto da Gare du Nord, mas tudo foi bem.

Flickr por Philippe Maillet


Flickr por Patrick Mayon - trens da Eurostar
Minha expectativa era ver como o trem passava por baixo da água. Por baixo do Canal da Mancha através do Eurotúnel. E você acredita que eu não vi nada?! Rsrs... eu dormi! E quando acordei, que alegria, estava na Estação St Pancras, em Londres. Agora, havia outro desafio: como chegar na cidade de Mill Hill. Pergunta a um, pergunta a outro, perguntei a um funcionário da estação que muito educadamente me indicou o guichê para compra do ticket que permitia ir a outras zonas de Londres. Um bilhete caro: por volta de 15 libras. Servia pro dia todo. 

Estação St Pancras- olha a hora em que cheguei em Londres...
E vocês acreditam que eu fui pra Londres sem um centavo de Libras?! Sério, eu não tinha nada, nada, nada em espécie. Só o cartão VTM em Euro e foi o que eu utilizei pra comprar o ticket, pra comprar um lanche e comprar um lembrancinha. Aliás, eu acho que eu tinha algum euro que troquei na Estação de St Pancras pra poder comprar o bilhete da passagem, eu acho, não tenho lembranças... Consegui chegar ao meu destino e pela tarde voltei a Londres e fui direto ao Museu Britânico.

os trens de Londres
E que museu viu gente!!! O valor da entrada é grátis, mas você pode fazer uma doação sugerida de 5 libras. A primeira parte que visitei foi a Egípcia. Lógico que não lembro de muita coisa, fiz algumas pesquisas pra poder destacar algumas obras pra vocês:
Museu Britânico - foi fundado em 7 de junho de 1753


 Great Court, a maior praça coberta da Europa, inaugurada em Dezembro de 2000

entrada gratuita, mas você pode fazer uma doação de 5 libras

êêê faraó ♫♫♫ ... rsrs. Creio que esse seja Ramsés.

leões assírios

lista dos faraós do Egito escavada por W.J. Bankes que a trouxe para o Museu Britânico em 1837

os faraós



Nebamun, oficial da corte egípícia. Cena que retrata aquilo que era sagrado para os egípcios: os animais. 
Isso é mais do que uma simples imagem de recreação. Os pântanos férteis eram vistos como um lugar de renascimento e erotismo. Animais de caça poderiam representar o triunfo de Nebamun sobre as forças da natureza como ele renasceu. A gigantesca figura de Nebamun domina, sempre feliz e sempre jovem, cercada pela vida rica e variada do pântano. Fonte: Google Art and Culture.

as famosas múmias egípicias, como eles cultuavam seus mortos

Ginger ou Homem de Gebelein é uma múmia que foi encontrada no Egito em 1896, cuja idade calculada é de que tenha vivido há 5.500 anos. Ela está exposta no Museu Britânico de Londres desde 1901.


escultura grega de bronze criada por volta de 560-550 antes de Cristo


A Pedra de Roseta é um fragmento de uma estela de granodiorito do Egito Antigo, cujo texto foi crucial para a compreensão moderna dos hieróglifos egípcios
Imagem retirada da Wikipedia

Em 2012 foi o terceiro museu mais visitado do mundo, com 5 575 946 visitas

escultura de mármore feita por volta de 199-100 antes de Cristo. Foi escavada em 1859 por um expedição liderada por Richard Pullan.


E ainda deu pra espiar um pouquinho da arquitetura fantástica de Londres. Gente, foi rápido, mas foi intenso, kkkk:



Londres, quem sabe um dia eu possa te usar mais profundamente... See you later!

Agora se você quer saber tudo sobre esta cidade, consulte estes blogs aqui de gente fera no assunto:
Dri Everywhere
Siga o Vaneza com Z em:
O blog Vaneza com Z não possui parceria/ convênio com as empresas/ serviços citados no texto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...