quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Praias de Salvador - situação vergonhosa!

Esta semana li uma matéria tão triste sobre as praias de Salvador que realmente nos leva a uma reflexão. Só pra se ter ideia do problema, o Secretário Municipal da Cidade Sustentável fez a seguinte declaração:“É necessário um maior diálogo entre o município e o estado, com envolvimento da sociedade civil organizada. Se você entra numa cidade com esgotos a céu aberto e praias poluídas, essa não é uma cidade civilizada”. A coisa é séria ...Salvador não é uma cidade civilizada!

Praia da Penha, Ribeira
Há algum tempo fiz um post (clique aqui) sobre praias próprias e impróprias para banho e o que mais me intrigava era o fato de por exemplo, a Praia do Farol da Barra está imprópria, mas a do Porto, cerca de alguns metros, está "boa" para banho. Não entendia e fiz até um comentário em resposta a um leitor. Após a leitura desta matéria no Jornal A Tarde, minhas suposições se confirmaram.

“As águas avaliadas indicam uma tendência para a praia, e não um resultado momentâneo”, afirma a bióloga Cláudia Passarelli, da Uneb. Em 2016, apenas 2 praias estavam próprias para banho: Aleluia e Praia do Flamengo. A cada dia a situação piora e vemos mais lixo em praias, até mesmo nas praias consideradas desertas. É vergonhoso! E o pior é não haver planos para diminuir o estrago causado.

“Podemos dizer que esse não é um 'privilégio' de Salvador”, pontua Lafayette Dantas, professor do programa de pós-graduação em meio ambiente, águas e saneamento da Ufba. “Afinal, a degradação ambiental é um problema estrutural comuns às nossas grandes metrópoles. Mas Salvador conjuga de forma singular degradação ambiental e pobreza urbana”. Assim, surge a pergunta: tem alguma praia urbana com boa qualidade da água sendo propicia para banho? Eu amplio a pergunta para cidades internacionais como as do Mar Mediterrâneo, onde tive oportunidade de me banhar e ver lixo na praia. Vi lixo na praia em Beaulier sur Mer ( pertinho de Nice), vi lixo na praia de Barcelona.  Mas o que vemos são praias urbanas lotadas durante o verão. Eu mesma vou à Barra e vejo o quão é desagradável você tomar banho junto com a poluição em nossa cara.

Após o salto expressivo, Salvador não conseguiu avançar com a velocidade esperada e hoje figura na 37ª posição no ranking de saneamento, também realizado pelo Trata Brasil, em 2015. Entre as capitais, a cidade está atrás de Curitiba, Belo-Horizonte, Campo Grande, São Paulo, Goiânia e Brasília. Sempre me questionei do resultado do Programa Bahia Azul que é da década de 90. Como pode a cidade dizer que tem um programa de saneamento básico e o esgoto ser despejado na praia?! Não adianta cuidar da estética se a questão é educativa. Educação começa em casa, as pessoas poluem a cidade sem nenhum pudor. Os pais não dão exemplo. Chega ser revoltante.

O caso mais emblemático talvez seja o das praias do bairro do Rio Vermelho. Local de veraneio elegante na primeira metade do século 20, o Rio Vermelho teve sua ocupação consolidada por volta de 1940. Sempre ouço comentários da Praia do Buracão, é um pouco escondida, mas é poluída. A Praia da Paciência é tão linda, mas tem esgoto. Vi um vídeo estarrecedor do esgoto ser lançado na Praia do Farol da Barra em pleno dia! O poder público tem como obrigação reforçar esta educação e cobrar que os planos sejam cumpridos, mas não se faz nem uma coisa, nem outra e nisso a natureza geme e nós sofremos. E repito, não é só em Salvador não, a degradação do meio ambiente está mundial.

Pra você que visita nossa cidade, deixo meu conselho sincero: uma das praias mais limpas é a de Ponta de Nossa Senhora de Gadalupe,em Ilha dos Frades. Para saber como chegar até lá, veja este post. Outra Praia muito boa é a de Vilas do Atlântico que fica na cidade de Lauro de Freitas, aliás, as praias do Litoral Norte são as mais recomendadas.

Os termos grifados, foram retirados da matéria do Jornal e para conferir a matéria completa clique neste link.
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...