sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Ushuaia: índice post

Tentei várias vezes comprar um dos livros do Amyr Klink, grande velejador brasileiro, antes de viajar para Patagônia, mas não conseguia. Quando voltei da viagem estava determinada. Comprei o livro Mar sem Fim, e para minha surpresa consta a sua famosa declaração:


"Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver ”.

Neste livro, ele relata sua volta ao mundo no Pólo Sul, a bordo do barco Paratii. Descreve a emoção de avistar icebergs e se livrar deles. Ver baleias borrifando água. Ter as aves como sua única companhia. A alegria de ser recebido na Estação Comandante Ferraz e sentir o calor brasileiro dos oficiais hospitaleiros. E o que tem a ver este livro com Ushuaia?

Tudo! A cidade é a mais austral do mundo porque está bem próxima da Península Antártica. Uma viagem até lá custa, no mínimo, 4 mil dólares por pessoa para uma viagem de 15 dias. Porém com 40 reais fiz uma volta ao mundo com o livro do Amyr Klink e aprendi muito.

Sozinho, ele desfrutou de cada momento com tremenda coragem. Assim como muitos viajantes solos que encontrei em Ushuaia, inclusive mulheres. Em momentos de dificuldade, reconheceu a mão de Deus na solução de problemas, quando por exemplo, seu barco pegou fogo e "fugiu". Ter a ajuda divina para alcançar um objetivo é fundamental.

Depois de enfrentar mau tempo e sair da Baía Dorian, Amyr Klink, deixa a Ilha Elefante e relata o seguinte:

"Gostaria imensamente de visitar o lado certo da ilha, o outro, onde há um refúgio brasileiro, e conhecer a costa de onde o brilhante irlandês (Shackleton) iniciou a mais espetacular travessia de salvação de que se tem notícia"

Estas palavras do Amyr me confortaram pois este mesmo sentimento tive quando penso nos 6 dias que passei em Ushuaia. Poderia ter feito o passeio 4x4, de helicóptero, castoreiras, dos lagos e outros. Poderia ter ido a outros restaurantes, ter comido outros pratos ou ter bebido outras bebidas.

Mas fico feliz e satisfeita de ter observado os pinguins que fazem uma longa trajetória para se reproduzirem na Isla Martillo. Ver os leões marinhos bem de perto e ouvir seu rugido. Sentir os flocos de neve no Glaciar Martial em pleno verão. Fazer uma trilha de quase 6h por um dos parques mais lindos que conheci e observar a diversidade do nosso ecossistema. E assim, perceber nossa pequenez em relação ao poder do Deus Criador que formou tudo isso há milhares de anos para hoje nos deixar boquiabertos.


Enfim, Ushuaia tem a nos oferecer muito mais do que podemos esperar. Esta pequena e jovem cidade supera nossas expectativas. Ushuaia não é o fim do mundo, mas o começo de uma grande experiência!


Saindo do Brasil: através das cias aéreas Latam e Aerolíenas Argentinas.
Saindo de Punta Arenas: numa viagem de 12h através de algumas empresas. Confira neste post.
Saindo de El Calafate:

  •     de ônibus que se encontra ou passa em Punta Arenas e segue para Ushuaia;
  •     de avião que leva 1h20min.

Saindo de El Chalten: ir de ônibus até El Calafate e de lá seguir viagem.

Para roteiros de carro saindo de Buenos Aires, seguem alguns relatos:
Experiencia Viajera
Encontre Mi Lugar
Para Onde Fomos
Auto Entusiasta


Não recomendo para ninguém o Hostel que fiquei um tal de Hush. Por isso, clique no banner abaixo e leia comentários acerca das hospedagens. Este é outro item caro em Ushuaia e em sua maioria, estão localizados na mesma rua. Você pode fazer tudo na cidade caminhando, inclusive ir até o Glaciar Martial.






Siga o Vaneza com Z em:


O Blog Vaneza com Z não possui parceria com nenhuma das empresas ou serviços citados no texto sendo uma escolha pessoal a escrita do post.

2 comentários :

  1. Parabéns pelo post, profundo e emocionante!
    Estou indo em maio e a sensação é exactamente essa...não vou conseguir fazer tudo o que gostaria...em apenas 5
    dias....Muito reconfortante ler sua, mensagem neste momento...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patty!

      Muito obrigada pelo seu comentário gentil e animador.
      Ushuaia é pequena, mas a quantidade de atrativos é enorme.
      Mas não importa se são 3,4,5 dias, o importante é aproveitar bem cada instante.
      Desejo uma excelente viagem e que você curta bastante.

      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...