terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Ushuaia: Pinguinera e Estância Harberton

Tenho que dizer que toda minha ansiedade em conhecer Ushuaia foi a oportunidade de ver bem de perto os pinguins na Isla Martillo. Embora a maior colônia de pinguins magalhânicos está em Puerto Madryn, a Isla Martillo é a única na América do Sul em que se reproduzem os pinguins papua. Assim, podemos avistar três espécies: papua, magalhânico e rei. Neste passeio, conhecemos também os esqueletos de aves e animais marinhos que habitam a região da Terra do Fogo no Museu Acatushun. Então, vamos lá!
Isla Martillo





Saindo do Brasil: através das cias aéreas Latam e Aerolíenas Argentinas.
Saindo de Punta Arenas: numa viagem de 12h através de algumas empresas. Confira neste post.
Saindo de El Calafate:

  •     de ônibus que se encontra ou passa em Punta Arenas e segue para Ushuaia;
  •     de avião que leva 1h20min.

Saindo de El Chalten: ir de ônibus até El Calafate e de lá seguir viagem.

Para roteiros de carro saindo de Buenos Aires, seguem alguns relatos:
Experiencia Viajera
Encontre Mi Lugar
Para Onde Fomos
Auto Entusiasta


Confira neste post como gastar menos de 100 pesos por dia. Para mim, alimentação por lá não é barata. Por isso, é importante pesquisar antes.


Não recomendo para ninguém o Hostel que fiquei um tal de Hush. Por isso, clique no banner abaixo e leia comentários acerca das hospedagens. Este é outro item caro em Ushuaia e em sua maioria, estão localizados na mesma rua. Você pode fazer tudo na cidade caminhando, inclusive ir até o Glaciar Martial.



Devido a um acordo governamental e ambiental só é permitido a acesso à 80 pessoas por dia na Ilha, assim a única empresa com a concessão é a Pira Tour. Contratei este passeio pela agência Brasileiros em Ushuaia que me explicaram como o passeio é feito. Por isso, se você quer caminhar entre os animais pergunte à sua agência se eles fazem o tour completo. Você pode comprar o passeio diretamente com a Pira Tour. A saída foi do porto em frente a agência da Piratour, onde paguei mais 140 pesos argentinos para a entrada na Estância. Embarcamos num ônibus e seguimos até a Estância Harberton. São formados dois grupos, sob a supervisão de dois guias que são muito atenciosos e simpáticos. Um deles me apelidou de "Brasil" e falava português.

Estância Harberton


Uma parte do grupo visita primeiro a Estância, enquanto a outra visita a pinguinera. Fui deste último. Embarcamos na própria Estância e seguimos com muito frio até a pinguinera. As instruções são:
  • não dá comida aos pinguins;
  • não tocar neles, eles atacam;
  • não sair da trilha delimitada;
Ou seja, respeitar os animais e o seu habitat. Desembarcamos e temos uma boa recepção:

Pinguins magalhânicos

Bem de pertinho...
Pinguins papua
No começo de outubro os pinguins chegam a Isla Martillo para seu ciclo anual de reprodução e troca de plumagem. Depois seguem para o norte onde passaram os próximos meses no mar. Lembre-se que pinguins são aves que não voam. Conseguiu perceber a diferença entre o pinguim magalhânico e o papua?

Troca de plumagem, pinguins papua


Skúa, ave predadora, e um filhote de pinguim


Avistamos os pinguins rei. Na verdade, só vi este casal. Eles são maioria na Antártica.

Pinguim rei
O guia explica várias coisas relacionadas aos hábitos deste animais, é difícil gravar tudo, mas algo que não esqueci foi quando ele mencionou que a vida reprodutiva dos pinguins é de 14 anos e durante este período eles só tem apenas uma parceira. Bem que os seres humanos deveriam aprender, né?

No vídeo abaixo você vai observar como se comportam os pinguins machos para seduzir as fêmeas:



Após uma hora na pinguinera, voltamos de barco para a Estância Harberton enquanto chega o outro grupo para visitar a pinguinera.

A Estância Harberton foi fundada por Thomas Brigdes, inglês que foi levado a Ilha Malvinas pelo missioneiro Despard. O local é muito aprazível, transmite paz e tranquilidade. Vi uma bela plantação de lupinos e hortaliças utilizada pela família que mora na estância. Há uma casa de chá que não aceita cartão de crédito.




Seguimos a pé para o Museu Acatushun que exibe o esqueleto de aves e mamíferos da região austral. Este Museu foi idealizado por Rae Natalie Prosser Goodall, uma americana que em viagem ao sul da América conheceu Thomas Goodall, sobrinho e neto do fundador da Estância. Somos recebidos por dois guias para explicações em inglês e espanhol. O que me chamou atenção foi o esqueleto do golfinho da espécie tonina overa que eu havia visto no Estreito de Magalhães e relatei aqui a experiência.
Esqueleto do pinguim de magalhães

Esqueleto da tonina overa
Voltamos para Ushuaia de ônibus em um trajeto que dura mais ou menos 50 minutos e no caminho paramos para tirar fotos destas árvores tortas pela ação do vento que me lembraram um antigo provérbio africano:
" Árvore que entorta o vento não quebra"

  • lembre-se que este passeio só é feito na alta temporada do verão, geralmente de Outubro a Março;
  • se optar pelo passeio durante a tarde, assim almoce e leve um lanche;
  • mesmo no verão faz muito frio na pinguinera, vale a mesma recomendação para o passeio do Canal Beagle;
  • não esqueça dos 140 pesos para a entrada na Estância que você paga na agência Pira tour;
  •  baixe o E-Book  de Ushuaia com dicas e outros passeios. Clique aqui:


Brasileiros em Ushuaia
San Martin nº 870 - Ushuaia - Argentina
+54 2901 422157
Eles parcelam os passeios em até 12x
Valor do passeio : 1200 pesos argentinos + 140 da Estância

San Martín, 847- Ushuaia, Argentina
Teléfonos: +54 2901 435557 / 422367
Celulares: +54 92 901604646 




Siga o Vaneza com Z em:


O Blog Vaneza com Z possui parceria com nenhuma das empresas ou serviços citados no texto sendo uma escolha pessoal a escrita do post.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...