quinta-feira, 22 de junho de 2017

Los Angeles: sugestão de roteiro para 2 dias sem carro

Minha expectativa em relação a Los Angeles não era das melhores. Para mim, só havia atrações relacionadas ao cinema e nada mais. O que me animava era a oportunidade de conhecer a praia de Santa Mônica, daí o desânimo voltava quando eu lia que para visitar a cidade carro era obrigatório. Então não criei grandes expectativas e apenas fui ...




Primeiro dia: Calçada da Fama, Boulevard Hollywood, Farmer's Market, Lacma, Park Labrea, Observatório Griffith

este local fervilha, tem várias atrações: Theater Dolby, Teatro Chinês, Hihgland Center ( um centro comercial que reúne de tudo um pouco e de onde se tem uma vista bem legal da placa Hollywood), Kodak Theater, El Capitan Theater e outros mais...


Curiosidades da Calçada da Fama:
  • são um pouco mais de 2100 estrelas ( vi na internet a quantidade de 2130) e há 5 categorias de estrelas: cinema, televisão, música, teatro e rádio. Mas há exceções: a Disneylândia, a Polícia de Los Angeles e os primeiros astronautas que foram à Lua;
  • conceito básico da Calçada proposto por M. Stuart, presidente da Câmara de Comércio de Hollywood: "manter a glória de uma comunidade cujo nome significa glamour e emoção nos quatro cantos do mundo."
  • a construção da calçada começou em 1958, mas dois processos atrasaram sua conclusão;
  • quem financia a manutenção da Calçada da Fama é o homenageado ou seu patrocinador, em 2012 o valor era de 30 mil dólares;
  • Gene Autry é o único homenageado com estrelas em todas as cinco categorias e Britney Spears é a mais jovem a receber uma estrela;
  • o artista se candidata ou é indicado a ter seu nome na Calçada, se aprovado pelo Comitê da Calçada da Fama, ele tem até 5 anos para marcar a data de cerimônia de colocação da estrela, na qual ele deverá está presente;
Como nosso passeio começou tarde, estávamos famintas e não perdi a oportunidade de experimentar o Shake Shack:


As gostosuras do Shake Shack no Boulevard Hollywood: hot dog, hambúrger, milkshake e batata frita com queijo ... super light, né? rsrs


E agora, as gostosuras da Canter's Deli, uma delicatessen judaica que fica na Farfaix Avenue. Não comemos, mas ficando aguando ...:



Depois de caminhar pela Farfaix Avenue, chegamos ao Farmer's Market Original de Los Angeles, que se mistura com o The Grove. O Mercado possui bancas de frutas e restaurantes diversos, enquanto o The Grove é um centro de compras com diversas lojas de grife. Mas saindo pelos fundo do The Grove e atravessando a rua, você encontra a linda e maravilhosa Ross Dress for Less  (lugar de comprar roupa de marca barato). 😉😍

The Grove

Ainda no Farmer's Market, provei uma empanada de doce de leite deliciosa da Nonna's:






Seguimos de ônibus para o um dos grandes museus de Los Angeles, o LACMA, mas não entramos. Apenas fui tirar uma fotinha entre as luminárias na entrada do museu. Daí seguimos para o Park La Brea que fica ao lado e assitimos um pouco da apresentação de Jazz que rolava naquele dia. Muito bacana! Não demoramos  muito, pois tínhamos que chegar ao Griffith Observatory antes das 20h.




Do Park Labrea, fomos para o Griffith Observatório, antes dei uma olhada no Google Maps qual era o trajeto e o tempo que levaríamos. Pegamos um ônibus e depois o metrô linha vermelha até a Estação Vernont/Sunset e depois outro ônibus. Como era um final de semana, havia muuuita gente e uma fila quilométrica de carros, assim continuamos o trajeto a pé mesmo, uma subida de 10 minutos e tivemos esta surpresa:



Los Angeles

Caso o roteiro seja do seu agrado, você só precisa baixar este mapa:



Minhas impressões desse primeiro dia:

- tem muitos mendigos e drogados em Los Angeles, a princípio, me assustei, depois me acostumei, infelizmente ... ; 
- logo pela manhã o movimento na Calçada da Fama é bem pouquinho, quase nenhum. Mas durante a noite, nem se fala,  simplesmente ferve!;
- o Park Labrea e o LACMA formam uma dupla bacana para uma visita;
- para visitar o Observatório aos finais de semana é imprescindível programar a ida umas 3 horas antes do pôr do sol. É muita gente querendo chegar lá de carro e simplesmente não há vagas para todos.  E para chegar lá é super simples: vá até a estação Vernont Sunset (linha vermelha), ao sair da estação busque o ponto de parada do ônibus que te leva até o Observatório. Este ponto está na saída da estação, quando você pensar que está perdido, já estará no ponto de ônibus, rsrs, não tem erro. Ah, o ônibus custa 50 centavos e se você tem o TAP, não paga nada ;
- do Teatro Grego até o Observatório é uma caminhada de 10 minutinhos que não mata, pior do que perder um lindo pôr do sol, não é?
- se a fila do Observatório estiver moderada, pegue-a para ver o planeta Júpiter, é muito interessante e é grátis, rsrs;

Segundo dia: Califórnia Science Center, 3th Street Promenade, Píer de Santa Mônica e caminhar até Venice Beach

Uma brasileira que vive no Canadá nos sugeriu visitar com ela o Califórnia Science Center. Excelente dica! Lá encontramos várias exposições relacionadas a Ciência: como funciona o corpo humano, os diversos tipos de ecossistemas como deserto, floresta tropical, explicação das diversas viagens ao espaço e até um pedaço de um material encontrado na Lua. Enfim, vale muito a pena levar as crianças para conhecer este museus, pois ele é bem interativo e ... grátis!

Museu de História Natural, ao lado do Califórnia Science Center

Califórnia Science Center



Depois de conhecer o Califórnia Science Center, seguimos para Santa Mônica. Começamos pela Promenade Street e como a barriga estava roncando, escolhemos o Steak'n Shake e mais um pouco de calorias pra dentro:

o trio parada dura, rsrs

Seguimos passeando por esta rua com várias lojas de roupas e de grifes famosas e uma loja da Apple enorme.

3th Promenade Street

olha o tamanho dos cachorros!!!

Mas o que mais me interessava era isso:



Píer de Santa Mônica

Pacific Park

Era um feriado americano, Memorial Day, dia 29 de Maio e simplesmente estava bem lotado:


Caminhei do Píer até Venice  Beach, observado a movimentação ( que era intensa) e buscando a localização dos canais que se parecem com os de Veneza. Depois de olhar no Google Maps, encontrei:


Voltei ao Píer para encontrar minha amiga e fui admirando um pôr do sol que me fez ter a certeza que Los Angeles sem o tal glamour do cinema ou da Disney, é muito interessante. E que a estrela que brilha mais não é da Calçada da Fama, mas a que se põe todos os dias com tamanha beleza:













Caso o roteiro seja do seu agrado, você só precisa baixar este mapa:


Minhas impressões desse segundo dia:

- se você tiver dificuldade em achar o Canal de Venice Beach, coloque no Google Maps;
- venta muito na orla, por isso coloque uma roupa mais confortável e prepare as pernas pois será uma boa andada do Píer até Venice Beach, mas te digo vale muito a pena principalmente se você for ao final da tarde apreciando o pôr do sol, um dos mais encantadores que já vi;
- este passeio foi feito num feriado americano, o Memorial Day, no dia 29 de Maio, ou seja, praia simplesmente lotaaada. Alugar uma bike era impossível, andar foi a opção;
- para quem está sem carro a opção que me pareceu melhor foi se hospedar na Hollywood  Boulevard. Ficamos no Walk of Fame Hostel, simplesmente ótimo e ficaria lá novamente!

Um observação sobre estacionamentos nos Estados Unidos que li no Blog Passaporte com Pimenta:

"Aviso importante: Infelizmente os trombadinhas já invadiram todos os cantos do mundo, e não é diferente no Estados Unidos. Recentemente alguns amigos foram roubados nesse estacionamento. Estavam com todas as malas no carro, pois dali iriam seguir para o aeroporto e os assaltantes não pouparam nada, levaram tudo o que tinham direito. Esse aviso não vale só para esse estacionamento, mas infelizmente está cada vez mais comum ouvir histórias como essa sobre vários estacionamentos dos Estados Unidos, principalmente Outlet. Se puderem evitar, melhor."

Como comprar os bilhetes para o transporte público?

- compre um cartão de um dia que custa 7 dólares e serve para metro e ônibus e você usa o dia todo. Pega quantos transportes quiser;
- as informações das máquinas de compra dos bilhetes nas estações, estão em vários idiomas, inclusive espanhol;
- no próximo dia, recarregue o cartão e use de igual maneira;
- nos ônibus, aceita-se dinheiro mas dê o valor certinho, pois eles não dão troco;
- o transporte público é amplamente usado pelos turistas;
- neste link da Metro.net que cuida do transporte em LA, tem todas as infos sobre os valores do TAP;
- ah, muito cuidado com as máquinas das estações quando você for comprar o cartão. Ao colocar uma cédula, a máquina não aceita a nota e simplesmente come seu dinheiro, não devolve. Eles te dão um recibo para você ter sua restituição, mas nem sempre estaremos por lá para ter o dinheiro de volta. Por isso, coloque sempre cédulas novas, com a face para cima ou pague com moedas;
- toda vez que você entrar no ônibus ou numa estação, tem que validar o TAP nas maquininhas. Há estações que nem parece que tem máquina, mas elas estão lá sorrindo para você em algum canto, pode procurar que você vai achar.

Para entender melhor como funciona o transporte público em Los Angeles, confira este post do Blog Vivendo nos EUA.

Como ir do aeroporto ao hotel?

Existem as seguintes opçôes:
- LAX Flyaway - serviço de ônibus que liga os diversos terminais do Aeroporto de Los Angeles até alguns pontos da cidade tais como:
  • Van Nuys (San Fernando Valley)
  • Orange Line
  • Union Station (Downtown Los Angeles)
  • Westwood (West Los Angeles/UCLA)
  • Hollywood (Hollywood Boulevard)
  • Long Beach
- Táxi ou Uber - não sei bem o valor, mas se você tiver o aplicativo, basta simular o preço da corrida;

- Shutlle - são vans compartilhadas que te deixam na porta do hotel. Como cheguei depois da meia noite, este serviço foi a melhor escolha. Você acessa o site deles, indica número do vôo, horário e o destino. No aeroporto há placas indicando as paradas do SuperShutlle, muito fácil. Basta esperar e mostrar a reserva deste serviço, não precisa pagar mais nada, eles vão te deixar em seu hotel. O serviço custou 38 dólares para duas pessoas. Excelente! Ah, este serviço funciona em todo Estados Unidos.

Como pesquisar os roteiros e atrações durante a viagem?

Em todo o tempo contei com a ajuda da internet para buscar trajetos e saber qual ônibus pegar, graças ao chip da T Mobile que ganhei da Easysim4U. Caso você queira comprar um, acesse este link que eu ganho uma comissão. Muito obrigada!

Sentiu falta das atrações ligadas ao cinema como Estúdios Warner Bros., Universal Studios e Disneylândia?

Confira estes posts:

Para Disney ... e além
Alyssa Prado Blog com super dicas
Ideias na Mala - Tour pelo Warner Bros.  

Veja outros posts desta viagem:
Visto Americano e Imigração
Highway 1 interditada o que fazer?
Siga o Vaneza com Z em:


O blog Vaneza com Z não possui parceria/ convênio com as empresas/ serviços citados no texto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...